Urubussecandus (Uma espécie sem risco de extinção)

Estava dando uma olhada em blogs e me deparei com este incrível post do blog cariocasnoquebec

Não mexi no texto original que segue abaixo.  O incrível é que mesmo sendo de 2008 ele ainda serve muito bem nos dias de hoje.

‘Uma das grandes dúvidas das pessoas que entram no processo de imigração é se devemos contar ou não para amigos e familiares sobre o projeto.

Logicamente que cada caso é único e não podemos generalizar, por isso vou relatar as fases de crescimento de um animal que tem nos acompanhado desde o início e que dei o nome científico de Urubussecandus.

1) Nascimento – Esse animal tem um tempo de gestação muito rápido, e normalmente antes do final da primeira semana da abertura do processo ele nasce já pronto para se alimentar e começa a rondar os candidatos a imigração.

2) Infância – Período onde ele aprende a voar sozinho e escolhe a família que irá acompanhar até o final da sua vida. Nesse período desenvolve uma linguagem única e durante a fase da espera do pedido da documentação não para de repetir:- “Tem certeza que vai conseguir aguentar o frio canadense ?? “

3) Adolescência – Quando chegam os pedidos dos documentos sua linguagem evolui, e várias frases já se formam sendo as mais comuns relacionadas com os exames IELTS / TEF.-” Será que vai conseguir a pontuação que precisa na prova ??”-” Você acha que sabe falar inglês/francês, mas logo vai perceber que não aprendeu o suficiente para ser aprovado na prova. “

4) Adulto – Nessa fase o animal já bem desenvolvido fica sobrevoando a maior parte do tempo sua casa, e muitas vezes tenta tampar o sol que ilumina o seu caminho aproveitando a longa espera pelo pedido dos exames médicos. Escutamos várias frases dele como: ” Acho melhor desistir dessa loucura pois não vai dar certo. “- ” Tem certeza que o consulado não perdeu o processo de vocês ? “- ” Esses exames médicos não chegam…acho que é um sinal divino para desistirem  “

5) Envelhecimento – Mesmo cansado depois de voar tanto na fase adulta, ele não desiste de te acompanhar e continua fazendo os comentários após a realização dos exames médicos. ” Será que os exames vão chegar mesmo em Trinidad ?? “- ” Como o consulado ainda não enviou o pedido dos passaportes com certeza a família tem alguém com problemas médicos. “- ” Aproveita que ainda tem tempo, desiste do processo e segue a vida no Brasil. “

6) Morte – Quando finalmente depois de uma longa espera chegam os vistos de imigrante o animal se dá por vencido, e descobre que abriu mão de viver uma vida feliz para se dedicar única e exclusivamente a torcer contra a felicidade dos outros. Antes de morrer ainda consegue forças para pronunciar sua última frase:- ” Tenho certeza que não irão se adaptar com o Canadá, e logo estarão de volta tendo que começar a vida do zero no Brasil. “

Como ainda não terminamos o processo continuamos com o nosso urubussecandus voando em volta da família fazendo seus comentários, mas já nos acostumamos com sua presença e até vamos sentir falta de suas palavras de ” otimismo ” quando chegar a hora do nosso embarque para o Canadá. Esse animal não corre risco de extinção e encontramos diferentes espécies espalhadas pelo mundo. O aprendizado que tivemos na nossa experiência com o animal no Brasil nos dá a certeza que vamos dar muita risada quando aparecer o primeiro urubussecandus canadense, pois depois de ouvir nosso relato sobre seu amigo brasileiro ele pensará melhor antes de fazer algum comentário e irá se esforçar para se transformar num beija-flor até o início da primavera.’

Nós “ganhamos” vários no mesmo dia que decidimos fazer a imigração!  Impressionante como esta especie de multiplica rapidamente.

E vocês? Já tem alguns Urubussecandus?

Abraços

Robson

Sobre Robson e Jacque

Um casal de São Paulo que esta vivendo em Toronto, tentando conseguir o Residente Permanente!
Esse post foi publicado em Imigração e marcado , . Guardar link permanente.

5 respostas para Urubussecandus (Uma espécie sem risco de extinção)

  1. diariodeimigrante disse:

    Ah meu amigo, depois de tantas na vida, aprendi a boicotar essa especie. Faco as coisas em silencio, para evitar que fiquem infernizando, tenho um blog e tudo mais, porem ninguem de familia ou de amigos sabem em que pe anda o processo, o que eu ja tenho em maos ou ainda preciso conquistar e por ai vai… senao, a coisa desanda…

    • Também compartilho da sua opinião, tento evitar ao máximo contar para minha família quaisquer planos que eu tenho ou que eu faço. Só conto depois que já esta finalizado, porque a carga negativa das pessoas atrapalha muito. Melhor a pessoa não pensar na gente do que ficar pensando negativamente!

      • diariodeimigrante disse:

        com certeza, penso igual, se nao esta a favor, significa que esta contra, se esta contra, eh inimigo, nem sempre, mas geralmente, alem de que, nao se entrega o ouro ao bandido. rs… guardar eh ouro meu amigo!

  2. Waleska disse:

    hahahaha! Rimos muito! aqui na Bahia temos o Urubussecandis Macumbeiris! uma espécie tinhosa! rsrsrs
    O jeito é mesmo fazer como diariodeimigrante e manter o bico fechado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s